O SUV elétrico EQC esbanja eletrônica e desempenho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

por Jorge Blancarte

Autocosmos.com

exclusivo no Brasil para Auto Press

Poucos veículos atualmente construídos em série conseguem surpreender tanto pela tecnologia quanto pelo desempenho que oferecem. Exceção nessa constatação é o Mercedez-Benz EQC, primeiro carro 100% elétrico da marca de Stuttgart. O SUV é também o pontapé inicial para dez modelos elétricos que a fabricante alemã promete apresentar até 2022. O automóvel foi mostrado primeiramente como um protótipo em 2016, no Salão Automóvel de Paris, na França. Virou modelo de produção dois anos depois, no mesmo evento.

Baseado na plataforma do conhecido GLC, o EQC recebe dois motores elétricos, um para cada eixo – com isso, possui um sistema de tração integral 4MATIC. No entanto, na maioria das vezes, ele é movido apenas com a tração nas rodas dianteiras, para garantir maior economia de energia. Quando é necessário um impulso maior, a força é jogada para trás também. A potência é de 402 cv e o torque máximo chega a 77,6 kgfm. O zero a 100 km/h é cumprido em 5,1 segundos e a máxima chega a 180 km/h, limitada eletronicamente. Em relação à autonomia, ele pode circular até 470 km com uma única carga.

 

O EQC é alimentado por uma bateria de 80 kWh de íons de lítio, que pode ser carregada em até 80% em 40 minutos com uma tomada direta. Da mesma forma, para ajudar a bateria a manter um nível ideal de energia durante a viagem, há um controle no volante para selecionar o nível de regeneração de energia através dos freios. Quanto ao tamanho e capacidade, o comprimento é de 4,7 metros e o porta-malas comporta 500 litros, com espaço para cinco ocupantes na cabine.

O Mercedes-Benz EQC tem, no interior, duas telas de 10,25 polegadas – uma para a instrumentação e outra para o sistema multimídia com o Mercedes-Benz User Experience (MBUX), um assistente inteligente controlado por comandos de voz. Ali ficam as informações da carga da bateria, além do consumo de energia, as imagens da câmera de 360 graus e do navegador, que mostra as estações de carregamento mais próximas. Na segurança, há assistente de manutenção de faixa, operação semiautônoma, controle de cruzeiro adaptativo e frenagem de emergência automática. (Colaborou Márcio Maio/Auto Press).

Primeiras impressões

Esportividade sem culpa

Frankfurt/Alemanha – Uma vez a bordo do SUV elétrico, nota-se um console central exclusivo, com a assinatura característica da Mercedes-Benz. Porém, diferente de outros modelos da linha alemã. Aparecem no interior materiais de acabamento em alumínio, couro e preto brilhante. Com o motor ligado, a sensação de direção é suave e silenciosa. Só o ruído de rolamento é ouvido.

A vontade de descobrir o que está escondido embaixo do capô é inevitável, assim como o desejo de pressionar com força o acelerador. O SUV, então, parece um demônio: seus 77,6 kgfm surgem integralmente e o corpo se gruda ao banco graças à agilidade impressionante. Há quatro modos de condução: Individual, Eco, Comfort e Sport.

O funcionamento do sistema de suspensão apresenta uma exatidão que resulta na absorção eficaz das imperfeições da estrada. Além disso, a direção transmite perfeitamente o que acontece no eixo dianteiro e os freios respondem bem ao toque do pedal. Sem dúvidas, trata-se de um carro bem feito, bem pensado e com tecnologias de primeira classe.

TRÂNSITO LIVRE

VIDEOS

MARCAS