Setembro foi um mês de novidades na indústria, com diversos lançamentos, como a nova linha Chevrolet Onix e o novo Hyundai HB20, modelos de grande volume de vendas. Talvez essa expectativa pelas novidades justifique a retração de 4,14% nas vendas de automóveis de passeio em relação a agosto. Foram 187.816 unidades emplacadas em setembro contra 195.921 no mês anterior. Os comerciais leves, por outro lado, tiveram uma leve alta, de 1,82%, com 35.424 unidades em setembro, ante as 34.791 de agosto. No final das contas, as 223.240 unidades totais representaram uma queda de 3,24%. Em comparação com setembro de 2018, houve uma alta de 9,07%. Nas motos, a queda relativa a agosto foi de 1%, com 87.740 emplacamentos em setembro. Em confronto com setembro de 2018, a alta foi de expressivos 18,45%.

No ranking geral, o primeiro lugar ficou, como sempre, com a Honda CG160, com 25.599 unidades. Entre os automóveis, o primeiro lugar ficou com o Chevrolet Onix hatch, com 21.044 unidades na soma da primeira e da segunda geração, seguido do Prisma, que somou as vendas do Onix Plus, com 8.946 emplacamentos. O HB20 sofreu uma queda forte em função da troca completa da gama, sem combinar carro velho com carero novo. O hatch ficou com 7.145 unidades enquanto o HB20S teve 3.334 emplacamentos, o que representou a 5ª e a 20ª posições no ranking. No acumulado do ano, no entanto, o HB20 continua em 2º, bem atrás do Onix, que vendeu mais que a soma do HB20 e do Ford Ka, o 3º colocado.

Entre os comerciais leves, a Fiat continua bem à frente das demais. A Fiat Strada ficou em 1º enquanto a Toro ficou em 2º, com 6.573 e 5.697 unidades, respectivamente. No segmento de picapes compactas, a Strada detém 58% do mercado, enquanto a Toro tem uma participação de 30% no mercado de picapes médias. Entre as marcas, a GM ficou em 1º, com 17,87% de participação, seguida de Volkswagen com 15,42%, Fiat com 13,71%, Renault com 9,02% e Ford com 8,23%.