Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Kona Hybrid vem para a briga

Chegada anunciada

Nova geração do SUV da Hyundai vem este ano para o Brasil com ousadia e eficiência

por Cláudio Soranzo

Infomotori/Itália

Exclusivo no Brasil para Auto Press

                O Hyundai Kona vem evoluindo a olhos vistos. Com visual cheio de estilo e personalidade, o SUV sul-coreano também vem ganhando mais tecnologia, com recursos ADAS de última geração, como os encontrados em carros de luxo. Essa sensação é ainda mais potente na nova versão híbrida do modelo. O modelo combina o motor de combustão interna de 1.580 cm³, que desenvolve 105 cv, com um elétrico de 43,5 cv, que eleva a potência direcionada para as rodas dianteiras a 141 cv, com torque final de 27 kgfm.

                O modelo é um dos quatro confirmados para ser trazido até o ano que vem para o Brasil pela Hyundai, que assumiu o controle de todas as fases de importação, produção e vendas no país – os outros são Palisade, Santa Fe e Ionic 5. Nesta segunda geração, apresentada no final de 2022, o Kona Hybrid subiu de categoria, passando de SUV compacto para o segmento de médios-compactos. Ele tem 4,35 metros de comprimento, 1,85 m de largura, 1,59 m de altura com 2,66 m de entre-eixos.

                Em comparação com a geração anterior, é 15 cm mais comprido, tem 6 cm a mais no entre-eixos e o porta-malas ficou 30% maior, com 480 litros O Kona está baseado na plataforma K3 – a mesma do Kia Niro – e tem um tamanho intermediário entre Creta e Tucson. No Brasil, o modelo enfrentaria o Toyota Corolla Cross Hybrid e o Jeep Compass Hybrid, com preços acima de R$ 200 mil.

                O novo Kona Hybrid traz um design agressivo na dianteira e traseira. A grade dianteira fica na parte inferior do para-choque, que também alojam os faróis principais nas extremidades. Com isso, a frente fica dominada pela linha de led da assinatura luminosa, DRL e as luzes de direção, num visual que faz lembrar a máscara do personagem-título do filme “Robocop”. Na traseira, o estilo se repete, com luzes principais nas extremidades da carroceira e as lanternas compostas por uma linha de led que atravessa a tampa traseira de fora a fora (Texto de Cláudio Soranzo, do Infomotori, Itália. Exclusivo no Brasil para Auto Press. Fotos de divulgação).

Impressões ao dirigir

Tecnologia de ponta

                O Kona híbrido arranca em silêncio absoluto, graças ao motor elétrico, responsável pelo trabalho de vencer a inércia. Depois aciona o motor a gasolina para oferecer toda a potência disponível. Mas o que se vê no painel, assim que coloca a seta para ultrapassar, é realmente único e inteligente: no relógio da esquerda – que normalmente funciona como um velocímetro – é possível ver a estrada ao lado do carro, com uma visão aérea da ultrapassagem – obviamente, o outro carro é uma representação genérica. Isso torna o SUV ainda mais seguro e confiável.

                Da mesma forma, ao aciona a seta à direita, a câmara daquele lado é ligada, para permitir que se veja veículos antes de virar ‑ um sistema semelhante ao sistema line watch da Honda. Um detalhe particularmente agradável é a alavanca de câmbio no volante com movimentos para frente e para trás. Assim como estes sistemas, o Kona traz diversas invenções que tornam o primeiro contato com o carro uma experiência de descobrimento.

                O trajeto para avaliação foi entre Monfalcone e Grado. Trata-se de uma das zonas costeiras da Itália com maior interesse naturalista. A reserva se estende pelos últimos 15 km do rio e inclui a Ilha da Cona, onde há uma rede de caminhos pedestres, ciclovias, cursos de água e pontes. A volta foi em direção às montanhas nevadas dos Alpes Julianos, com destino a Sella Nevea, localizada entre a Itália e a Eslovênia.

                Foram vários trechos realmente desafiadores, tanto pela inclinação íngreme quanto pela sinuosidade do percurso, bem estreito. O Kona híbrido subiu as montanhas com facilidade e se saiu muito bem nas curvas apertadas, demonstrando ótima arquitetura de chassi, direção notável, suspensão adequada e distribuição de peso correto.