Lambo Huracán STO: Renascido nas ruas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A sigla STO adicionada ao nome do Lamborghini Huracán explica tudo. Ela significa Super Trofeo Omologata, ou seja, um carro criado para competir nas corridas do campeonato Super Trofeo, organizado pela Lamborghini Squadra Corse, homologado para andar nas ruas. O motor é o clássico 5.2 litros V10 da marca, com 640 cv e 57,6 kgfm, que movimenta as rodas traseiras de um modelo com 1.339 kg – 43 kg a menos que o Huracán Performance. Resultado: zero a 100 km/h em 3 segundos cravados e frenagem de 100 km/h a zero em 30 metros. As principais diferenças para o Huracán de série, no entanto, não estão sob o capô. O STO traz diversos penduricalhos aerodinâmicos e diversos componentes de baixo peso. O capô, os para-lamas e o para-choque dianteiros são compostos por uma peça única, batizada de cofano. Novos dutos de ar no capô dianteiro aumentam o fluxo de ar através do radiador central para melhorar o resfriamento do motor e gerar mais downforce. O cofano também incorpora um novo divisor dianteiro, direcionando o fluxo de ar para a nova parte inferior do carro e para o difusor traseiro. O modelo ainda tem uma asa traseira que pode ser ajustada manualmente, sem ferramentas. Somente com a movimentação dos aerofólios dianteiro e traseiro, o downforce do modelo pode aumentar em até 13%, o que muda completamente a condução, principalmente em velocidades maiores – o modelo chega a 310 km/h. Se comparado à versão Performance, a eficiência geral do fluxo de ar é melhorada em 37%, com um aumento de downforce de 53%. A rigor, há poucos componentes que não foram alterados em busca de menor peso, maior eficiência ou mais resistência. O Lamborghini Huracán STO vai ser oferecido, sem incluir os impostos, a partir de 249.412 euros – exatos R$ 1.571.675.

TRÂNSITO LIVRE

VIDEOS

MARCAS